Tamanho do texto: A A A

FLAVIO FARAH

Ética Pessoal e Empresarial

Quem é Flavio Farah

Flavio Farah é Mestre em Administração de Empresas pela FGV, com concentração em Recursos Humanos, Professor Universitário da área de Gestão de Pessoas e especialista em Ética Pessoal e Empresarial. Embora seu contato acadêmico com esses assuntos tenha ocorrido no curso de Mestrado, ele começou a estudar Ética bem antes, quando se debruçou sobre a questão do autoritarismo, característica que ainda permeia a sociedade brasileira e que está na raiz de muitas condutas antiéticas. Os pontos de vista e as propostas de Flavio Farah em Gestão de Pessoas são pautados por um estilo democrata (não autoritário), humanista e por um compromisso com a Ética.

O que significa ser especialista em Ética Pessoal e Empresarial?

Ser especialista em Ética Pessoal e Empresarial significa:

1°)

Conhecer as principais doutrinas morais: Hedonismo (Aristipo), Eudemonismo (Aristóteles), Utilitarismo (Bentham), Formalismo ético (Kant), Ética material dos valores (Scheler) e Ética humanista (Fromm).

2°)

Possuir uma doutrina ética que sirva de base ao corpo de conhecimentos do profissional, como por exemplo, a Ética kantiana e a Ética humanista.

3°)

Possuir sensibilidade ética, que é a capacidade de perceber a presença de questões éticas em situações reais.

4°)

Possuir uma sólida base conceitual, composta de conhecimentos como:

a)

A diferença entre Ética, Ética Profissional e Ética Empresarial;

b)

O conceito popular de Ética bem como seu conceito rigoroso;

c)

Quais atributos humanos podem ser objeto de julgamento moral;

d)

A noção de que a Ética se baseia em uma categoria específica de valores, quais sejam, os valores morais, que são substancialmente diferentes dos outros valores (valores não morais);

e)

Identificação dos valores morais;

f)

Critérios de moralidade com base nos valores morais;

g)

Conhecimento das principais doutrinas normativas de Ética empresarial: Teoria do acionista, Teoria dos grupos de interesse, Teoria do contrato social;

h)

A proposta de uma nova doutrina normativa de Ética empresarial: a Teoria da instituição social;

i)

A noção de que Ética Empresarial não se confunde com Responsabilidade Social Empresarial tampouco com Governança Corporativa;

j)

O conhecimento de que toda empresa possui quatro conjuntos de obrigações, sendo que um destes conjuntos diz respeito às chamadas obrigações imperfeitas;

k)

O conhecimento de que Ética Empresarial não significa Ética na empresa, mas sim, Ética da empresa.

Powered By Digitalbrands © Flavio Farah. Todos os direitos reservados.