Tamanho do texto: A A A

FLAVIO FARAH

Ética Pessoal e Empresarial

Prevenção de Erros de Gestão de Pessoas

Palestras gratuitas de interesse geral

Prevenção de Erros de Gestão de Pessoas

  • • Por que as práticas de remuneração continuam falhando na promoção da igualdade salarial entre gêneros?
  • • Por que as empresas têm dificuldade para reter seus talentos?
  • • Por que grandes empresas têm mudado seus sistemas de avaliação de desempenho mas não sabem se as mudanças darão certo?

A resposta é uma só: para melhorar os processos de Gestão de Pessoas ou resolver problemas nessa área, muitas empresas têm adotado políticas, procedimentos, ferramentas e técnicas variadas que, frequentemente, produzem resultados decepcionantes ou opostos aos pretendidos, ou ainda, consequências nocivas. Trata-se, portanto, de medidas equivocadas. Não se está falando, porém, de simples lapsos ou enganos, mas de erros graves.

Uma tarefa vital

Existe, portanto, uma tarefa tão vital e inadiável que, embora sequer conste da lista de prioridades dos executivos de Gestão de Pessoas, deve ser incluída na lista de imediato e receber prioridade máxima:

Áreas de ocorrência de erros

Nos últimos dez anos, Flavio Farah tem registrado erros de Gestão de Pessoas nas seguintes áreas:

Seleção de pessoas

Avaliação de desempenho

Diversidade

Treinamento

Retenção de talentos

Novos gerentes

Eles não são culpados

Seria, porém, um grave equívoco culpar e punir os executivos de Gestão de Pessoas por esses erros porque esse tipo de erro forma um círculo vicioso do qual eles são vítimas, um círculo vicioso difícil de romper sem ajuda externa.

Erros despercebidos e repetidos

De fato, erros como os de Gestão de Pessoas tendem a passar despercebidos porque, para se identificar uma ação errada, é necessário saber qual a ação certa. Para saber qual a ação certa, porém, o indivíduo precisaria dispor de conhecimentos que não possui. Em outras palavras, se os executivos de Gestão de Pessoas cometeram algum erro, certamente foi por falta de conhecimento.

Ignorância inconsciente

Ocorre, todavia, que, quem não possui um certo conhecimento, em geral não percebe que não o possui. O indivíduo deficiente em uma determinada área do saber geralmente não percebe sua própria deficiência, ou seja, além de não saber, ele não tem consciência de que não sabe. Essa dupla ignorância o impede de buscar o conhecimento necessário para corrigir os erros cometidos.

Círculo vicioso

Assim, o executivo de Gestão de Pessoas não percebe seu erro tampouco sua falta de conhecimento:

Ignorância inconsciente

Erros despercebidos e repetidos

Preconceitos inconscientes

Outra causa dos erros de Gestão de Pessoas são os preconceitos inconscientes. Não se trata, porém, de preconceitos de gênero ou raça. Trata-se de preconceitos que os executivos ignoram mas que têm relação direta com sua falta de conhecimento. Eles não têm consciência de que os possuem.

Apresentação gratuita

Flavio Farah se propõe a ajudar as empresas na prevenção e/ou correção de erros de Gestão de Pessoas. Para isso, ele oferece, inicialmente, aos executivos da área, uma apresentação gratuita e sem compromisso sobre o assunto. Quem acha difícil acreditar que se cometem erros graves de Gestão de Pessoas se convencerá ao assistir à apresentação.

Objetivo

O objetivo da apresentação é apresentar os erros que têm sido cometidos em Gestão de Pessoas, bem como as causas desses erros.

Conteúdo

O conteúdo compõe-se de pesquisas, casos e descrições sobre os erros cometidos.

Parte 1 – Introdução

  • • Erros de Gestão de Pessoas – processo e significado
  • • Quais as capacidades e condições que habilitam o apresentador
  • • Como é possível que os gestores cometam erros de Gestão de Pessoas
  • • Como se pode apontar esses erros não sendo Diretor ou Gerente
  • • Por que os gestores não percebem e corrigem os erros
  • • Por que nunca se leu nada sobre o tema tampouco se ouviu falar desse assunto
  • • Como é possível ter certeza de que sua organização comete erros de Gestão de Pessoas
  • • Informação final

Parte 2 – Por que as empresas cometem erros de Gestão de Pessoas

  • • Decisões baseadas em crenças do senso comum e falta de conhecimento científico
  • • Deficiências no processo de solução de problemas
  • • Variáveis organizacionais sem conceituação
  • • Processos complexos

Parte 3 – Erros em Seleção de Pessoas

  • • Testes de personalidade
  • • Grafologia
  • • Psicólogos selecionadores de pessoas
  • • Busca de referências sobre candidatos nas redes sociais
  • • Candidatos e candidatas atraentes
  • • Processos seletivos em geral
  • • Candidatos a emprego que já se sentiram enganados quando foram contratados

Parte 4 – Erros em diversidade

  • • Conceito errôneo
  • • Crença do senso comum (falsa)
  • • Prática errônea
  • • Seis casos

Parte 5 – Erros em retenção de talentos

  • • Por que os talentos supostamente deixam as empresas
  • • A resposta das organizações
  • • Por que os talentos realmente deixam as empresas

Parte 6 – Erros em avaliação de desempenho

  • • Métodos de avaliação de desempenho
  • • Critérios de desempenho
  • • Consequências dos erros
  • • Três casos

Parte 7 – Erros em treinamento

  • • Quatro erros conceituais
  • • Dois casos

Parte 8 – Erros em relação a novos gerentes

  • • Formação gerencial
  • • Ingresso na carreira gerencial
  • • Estratégia de ingresso
  • • Aceitação da promoção
  • • Desejo de uma carreira gerencial
  • • Situação típica
  • • Consequências dos erros
  • • Ingresso na carreira gerencial – conceito errôneo

Metodologia

A metodologia da apresentação é exposição dialogada com o uso de projeções.

Pedido

Para pedir a apresentação, deve-se enviar uma mensagem para: farah@flaviofarah.com

Powered By Digitalbrands © Flavio Farah. Todos os direitos reservados.